quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Poemas Soltos, por Grazielle

 • S a u d a d e
A saudade morreu de morte-morrida. Assim mesmo, morrida. Sem ter sido matada. Fosse de morte matada, pelo menos teria vivido. Velavam-na no centro da sala.


• O tempo e o vento  
"O encontro consigo mesmo perpassa o doloroso caminho do desencontro com o outro!" Disse-me aquele pé-de-vento e foi fazer redemoinho em outro lugar

• S i l ê n c i o s 
O hiato era sozinho e o silêncio estava sem som
Fizeram amor
O hiato seguiu só e o silêncio encontrou um tom.

* * *
Cabelos ao vento
Estrada,
Morada.

* * *
(In) Vento
(In) Tento
Flutuar
Relento. 

Número de visitas