sábado, 16 de julho de 2016

Procelária de Sophia

Procelária de Sophia

Vai acabar tudo em mim
nada vai continuar.
Por isso bebo da vida
em goles 
muito muito devagar.
Quero saber o gosto
quero sentir tudo o que há.
No final estarei embriagada
e para além de mim
uma música em silêncio
continuará a ressoar.
Nesse momento em paz
à melodia do silêncio
E T E R N O
Com fé e pra
 sempre
vou enfim me entregar.
Eis aí o ponto,
meu infinito particular:
esse desafino.

julho, 2016. intervalos 

Número de visitas